Recentemente a Tabela Seguro Desemprego 2019 sofreu algumas alterações, mas que não afetaram diretamente o recebimento do Seguro Desemprego. Se você é um dos milhares de brasileiros interessados em saber mais informações sobre a Tabela Seguro Desemprego 2019, acompanhe nosso blog e saiba tudo!

Para auxiliar mais ainda o cidadão, foi criada a plataforma MEU INSS, que funciona de forma online, e pode ser acessada por quem possua benefícios ligados ao INSS, assim é possível realizar agendamentos, consultas, entre outros serviços.

Tabela Seguro Desemprego 2019

O Seguro Desemprego foi criado para beneficiar e auxiliar os brasileiros que se encontram desempregados, desde que tenham sido desligados da empresa sem justa causa.

Para muitos brasileiros, o recebimento dessa quantia em dinheiro é de grande valia neste momento tão difícil da vida profissional. O período de pagamento desse benefício é determinado por lei podendo variar na quantidade de parcelas, às vezes pagas em 3 ou 5, contínua ou alternadamente.

Fazer a consulta na Tabela Seguro Desemprego 2019 serve para que o trabalhador saiba qual o valor que deverá receber de acordo com a sua faixa salarial.

Acompanhe nossas informações a seguir, saiba mais sobre as novas mudanças na lei e veja quem tem direito a receber esse benefício.

Quais foram as mudanças mais recentes na lei?

As regras que estão em vigor atualmente são relacionadas ao tempo trabalhado para poder receber o benefício. Segundo a Lei do Seguro Desemprego, o trabalhador deverá ter cumprido um tempo de trabalho de pelo menos 1 ano e meio na mesma empresa para poder solicitar o seguro desemprego.

Este tempo vai decrescendo à medida que forem feitas novas solicitações. Por exemplo, para aqueles indivíduos que vão solicitar o benefício pela primeira vez, é exigido um tempo de 1 ano e meio na mesma empresa. Para a segunda vez, o tempo cai para apenas 1 ano e, por fim, na terceira vez, apenas 6 meses.

Quem pode receber esse benefício?

Antes de você fazer a sua consulta na Tabela Seguro Desemprego 2019 é importante você saber que existem algumas condições para o recebimento desse benefício. Listamos algumas delas abaixo para você conhecer melhor. Confira:

  • Qualquer trabalhador, seja ele formal ou doméstico, que tenha sido dispensado de seu trabalho sem justa causa;
  • Trabalhadores que tenham que participar de algum programa de formação e qualificação e para isso foi necessário a suspensão do contrato de trabalho;
  • Pescadores que tenham sua atividade interrompida por conta da pesca proibida;
  • Trabalhadores em condições sub-humanas de escravidão.

Quais são as condições para o recebimento desse benefício?

Para você conhecer melhor e consultar todas as condições exigidas pelo governo para poder solicitar esse benefício, acesse.

Este documento é totalmente disponibilizado pela Caixa Econômica Federal e é um guia completo para você conhecer melhor todas essas condições.

Como faço para receber?

Receber o benefício é muito simples. Confira o nosso passo a passo e conheça os postos autorizados para realizar esse pagamento.

  • O primeiro passo é você ter consultado todas as condições e se certificar que tem direito a esse benefício;
  • Compareça a um dos postos credenciados pelo Ministério do Trabalho ou pela Caixa Econômica Federal para solicitar o seu benefício e leve com você todos os documentos importantes como os de identificação pessoal (RG, CPF, Carteira de Trabalho), Carteira do PIS/PASEP, termos de rescisão do contrato de trabalho, requerimento do Seguro desemprego e extratos do FGTS;

Todos que possuírem uma conta na Caixa, seja ela Poupança ou Caixa Fácil, terão o benefício depositado automaticamente. Se você não tiver nenhuma dessas contas, é só sacar o benefício em qualquer lotérica ou agência da Caixa Econômica Federal.

Como fazer o cálculo?

A tabela atual que está em vigência é a de 2018. Assim que for publicada a nova tabela, nós atualizaremos nosso blog. Fique atento!